V Concurso Internacional BNDES de Piano – 2016

Homenagem a Lucia Branco e Camargo Guarnieri

De 30 de novembro a 10 de dezembro de 2016

Patrocinador exclusivo
A próxima edição do Concurso Internacional BNDES de Piano está prevista para abril de 2019. Em breve divulgaremos as datas e o Regulamento.

Ensemble São Paulo é o trio convidado para tocar com os candidatos na prova de música de câmara

Formado por músicos vencedores de prêmios APCA e Carlos Gomes, o Ensemble São Paulo possui uma intensa agenda de apresentações dentro e fora do Brasil, com um repertório que se estende do período pré-clássico aos compositores contemporâneos. O grupo participa como convidado da edição 2012 do Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro, e subirá ao palco do Auditório do BNDES nas provas semifinais, dias 3 e 4 de dezembro, para apresentar com os candidatos quartetos de Mozart, Schumann ou Brahms.

 

Conheça abaixo a biografia dos integrantes do Ensemble São Paulo.

 

BETINA STEGMANN – violino

Nasceu em Buenos Aires e iniciou seus estudos de violino em São Paulo com Lola Benda continuando-os com Erich Lehninger. Diplomou-se pela Escola Superior de Música de Colônia onde cursou a classe de violino de Igor Ozim e a classe de música de câmara do Quarteto Amadeus. Seguiu logo após para Tel Aviv – Israel e aperfeiçoou-se com Chaim Taub. Mais tarde freqüentou cursos ministrados por Pinchas Zukerman e Max Rostal. Como recitalista e solista apresentou-se em várias cidades do Brasil, Argentina, Itália, Alemanha, Estados Unidos e Bélgica. Realizou gravações nas rádios WDR (Alemanha) e na RAI – Trieste (Itália) estreando entre outras, obras de compositores contemporâneos. Participou de vários festivais no Brasil e exterior. Integrante do Quinteto D’Elas, com quem ganhou em 1998 o Prêmio Carlos Gomes na categoria de música de câmara, é spalla da Orquestra de Câmara Villa-Lobos e professora de violino na Universidade Cantareira.É integrante do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

 

MARCELO JAFFÉ – viola

Aos seis anos de idade, orientado por seu pai, Alberto Jaffé, inicia o estudo de violino. Em 1977, aos 14 anos, passa a tocar viola, ganhando, no mesmo ano, o 1º Prêmio no Concurso Nacional da Universidade de Brasília. Após aperfeiçoamento na Universidade de Illinois e no Centro de Música de Tanglewood, nos Estados Unidos, apresenta-se em vários países, participando de destacados conjuntos camerísticos e orquestrais. Atuou como Maestro da Kamerata Philarmonia e foi Diretor Artístico da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo. Atualmente, residindo em São Paulo, é professor de viola da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (Departamento de Música) e apresentador da Radio Cultura.É integrante do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

 

ROBERT SUETHOLZ – violoncelo

Natural de Milwaukee, Wisconsin, EUA. Trabalhou sob orientação de George Sopkin, membro-fundador do Quarteto Fine Arts, Wolfgang Laufer, atual violoncelista do mesmo quarteto e Uzi Wiesel, violoncelista do Quarteto de Cordas de Tel-Aviv, Israel. Teve master classes com Janos Starker, Isaac Stern e Chaim Taub. Durante o ano de 1997, obteve o seu Mestrado em Violoncelo, sob a orientação de Hans Jørgen Jensen, da Universidade de Northwestern, em Chicago (EUA). Atuou em várias orquestras internacionais, como a Israel Sinfonietta (três anos como spalla) e a Orquestra Sinfônica de Milwaukee (EUA), entre outras. Desde 1985 reside no Brasil e foi spalla dos violoncelos das orquestras sinfônicas da USP, do Estado de São Paulo e da Sinfonia Cultura – Orquestra da Rádio e TV Cultura. É professor de violoncelo no Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP.É integrante do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

Guiomar Novaes do Brasil

Um dos maiores nomes da música brasileira em todos os tempos, a pianista Guiomar Novaes teve sua trajetória artística revista no livro Guiomar Novaes do Brasil, escrito pelos jornalistas Luciana Medeiros e João Luiz Sampaio. O livro, lançado pelo Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro em 2011, resgata aspectos importantes da história da solista, em especial a ascensão de sua carreira nos EUA. Além de informações inéditas sobre este período da música e da vida de Novaes, o projeto inclui o lançamento de dois CDs com raras gravações da pianista como solista da Filarmônica de Nova York, sob a regência de Leonard Bernstein, George Szell e André Cluytens.

 

Guiomar Novaes do Brasil pode ser encontrado nas livrarias da Travessa, Cultura, Leonardo da Vinci e na loja e site Clássicos

Concurso homenageia Almeida Prado

O Brasil perdeu em 2010 um artista extraordinário: com mais de 300 composições em seu currículo, José Antônio de Almeida Prado marcou a produção sinfônica brasileira com um estilo multifacetado, que inclui aspectos do nacionalismo, do pós-serialismo atonal e do pós-modernismo. Discípulo de Olivier Messiaen e Nadia Boulanger, Almeida Prado é o homenageado da edição 2012 do Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro, com a inclusão de suas Cartas Celestes no repertório das provas semifinais. O ciclo de peças é um desdobramento da tese de doutoramento do compositor, sendo considerado uma das mais importantes criações para piano do último século.

O Festival Internacional BNDES de Piano chega ao final

Fábio Martino, Lukas Geniusas e Kotaro Fukuma encerraram no Rio a parte dos jovens pianistas no Festival Internacional BNDES de Piano. Eles se apresentaram ao longo desta semana (terça, sexta e sábado, dias 6, 9 e 10/12), sempre no Salão Leopoldo Miguez da Escola de Música da UFRJ. O roteiro nacional – que teve recitais em Aracaju, Fortaleza, Recife, Belém e Manaus – termina na segunda, 12/12, com a apresentação de Kotaro Fukuma no Teatro Amazonas.

Neste domingo, o recital de Nelson Freire no Theatro Municipal do Rio de Janeiro fecha o Festival na cidade.

Acompanhe aqui Fábio Martino interpretando SCHUMANN – Drei Fantasiestucke op. 111

Kotaro Fukuma, segundo colocado no Concurso Internacional BNDES de Piano em 2010, toca no Rio dia 10/12, sábado, e em Manaus dia 12/12.

O jovem Kotaro Fukuma, segundo colocado no Concurso Internacional BNDES de Piano de 2010, deu uma entrevista por email ao site do Concurso, entre um concerto e outro (“estou escrevendo na partida de Berlim para Nova York”). Kotaro se apresenta no Rio de Janeiro dia 10 de dezembro, sábado, no Salão Leopoldo Miguez da Escola de Música da UFRJ, às 19h, e no Teatro Amazonas, em Manaus, dia 12, segunda-feira.

Contando que a música entrou muito cedo em sua vida (“minhas irmãs mais velhas estudavam piano e eu insistia em aprender – o que começou a acontecer no meu quinto aniversário”), mostra que está felicíssimo em voltar ao Brasil – e muito interessado na viagem para a Amazônia.

- Estou louco para conhecer a região – diz ele. – Fiquei muito honrado com a premiação do ano passado, quando vim pela primeira vez ao Brasil. Tive dez dias fantásticos aqui, especialmente com a apresentação Concerto no. 2 de Liszt com a Orquestra Sinfônica Brasileira no lindo Theatro Municipal, na finalíssima. Adorei a comida brasileira, a natureza e também a cordialidade.

Kotaro conhece Bossa-Nova: “Elisa (sic) Regina cantando Águas de Marco!”; e gosta de musica techno (“para dançar!”), pop, jazz e canções francesas. “Mas claro que eu ouço música clássica quase todo o tempo”. Sua rotina de estudo tem normalmente de entre 3 a 5 horas diárias ao piano mas, em tempos de grande exigência, como antes de um concurso, o tempo dedicado ao piano passa de seis horas. Apesar disso, cultiva muitos interesses como esportes e gastronomia, e quer aprender muitos idiomas, inclusive o português.

Antes de embarcar para o Rio, Kotaro toca no Weill Hall do Carnegie Hall em Nova York. O programa brasileiro tem peças de Bach, Beethoven, e os 3 L: Liszt, Ligeti e Liapounov.

O Festival prossegue: Evgeny Brakhman se apresenta no Salão Leopoldo Miguez da Escola de Música da UFRJ, no Rio, e Fábio Martino toca em Fortaleza

Os dois primeiros recitais do Festival Internacional BNDES de Piano, após a abertura no domingo com Daniil Trifonov no Theatro Municipal do Rio, aconteceram terça-feira, dia 29/11, e na quarta, 30/11. Na terça, o pianista russo Evgeny Brakhman, terceiro colocado no II Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro, em 2010, se apresentou no Salão Leopoldo Miguez da escola de Música da UFRJ, tocando no novo instrumento Steinway adquirido pelo BNDES. “O salão tem uma acústica espetacular, e o piano é excepcional”, declarou Brakhman mais tarde. O programa teve Bach-F. Busoni (Chaconne em ré menor),Rachmaninov (Três prelúdios op. 23 e 32), Brahms (Seis peças op. 118) e Prokofiev (Sonata nº 7 em Si bemol Maior op. 83 ). Ele se apresenta neste sábado, dia 3/12, na Biblioteca Epifâneo Dórea, em Aracaju.

 

Já Fábio Martino, grande vencedor do Concurso Internacional BNDES de Piano em 2010, inaugurou os recitais pelo Norte-Nordeste tocando no Teatro José de Alencar em Fortaleza. No programa, Brahms  (Sonata nº 1 op. 1), Liszt (Harmonies poétiques et religieuses / Pater Noster / Bénédiction de Dieu dans la solitude) e Scriabin (Sonata nº 5 op. 53).

Martino segue para Belém, onde toca com a Orquestra Altino Pimenta da Escola de Música da Universidade Federal do Pará sob a regência de Phillippe Forget), dia 4 de dezembro no Teatro da Paz, interpretando o Concerto no. 5 de Beethoven (o Imperador).

No Rio, ele faz recital no dia 6 de dezembro, no Salão Leopoldo Miguez da Escola Nacional de Música da UFRJ.

Livro “Guiomar Novaes do Brasil” será vendido nas Livrarias Cultura a partir de 12/12


Guiomar novaes

O livro, dos jornalistas Luciana Medeiros e João Luiz Sampaio, acompanha a trajetória da grande pianista brasileira com foco em sua carreira nova-iorquina, trazendo dois CDs com três concertos de Guiomar à frente da New York Philharmonic, além de faixas-bônus extraídas de recitais.

“Guiomar Novaes do Brasil” estará à venda nas nas lojas e no site da Livraria Cultura.

Clique aqui para ouvir SCHUMANN – Papillons Op. 2 Gravada no Hunter College, 22 de outubro de 1966 (16’55”)

 

 

 

 

Festival Internacional BNDES de Piano é aberto no Theatro Municipal do Rio; autores de “Guiomar Novaes do Brasil” autografam o livro

Pianista Daniil Trifonov se apresenta no Theatro Municipal do Rio

Às 11h deste domingo, 27 de novembro de 2011, o palco do Theatro Municipal do Rio recebeu Julio Ramundo, Diretor do BNDES que inaugurou oficialmente o Festival Internacional BNDES de Piano, evento ligado ao Concurso de piano, que recolocou o Rio de Janeiro no mapa dos certames mundialmente reconhecidos na área da música.

Em seguida, Dr. Ramundo chamou ao palco o ex-Vice-Presidente do Banco,Armando Mariante, que lembrou o nascimento do projeto, em sua gestão – ele foi o propulsor do apoio ao Concurso Internacional BNDES de Piano desde sua origem -, sempre  sob a coordenação de Lilian Barretto. “O livro que nós estamos lançando hoje tem uma peculiaridade que faz dele um documento importante e inédito – ele resgata principalmente a vida e a carreira de Guiomar em Nova York. (…). Foi um trabalho de garimpo que nos brinda com informações preciosas, muitas nunca vistas e ainda dois CDs inéditos (parte integrante do livro) com gravações de Guiomar tocando com a NY Philharmonic nos anos 50 e 60”.

Os autores de “Guiomar Novaes do Brasil” autografam o livro na abertura do Festival

Com a presença dos autores de Guiomar Novaes do Brasil – Luciana Medeiros eJoão Luiz Sampaio, da coordenadora Lilian Barretto e do neto de Guiomar Novaes, Luiz Felipe Camargo Pinto (que levou ao palco seu filho, Luiz Eduardo), Julio Ramundo e Armando Mariante apresentaram também o piano de concerto Steinway que o Concurso Internacional BNDES adquiriu.

E foi este Steinway que o pianista russo Daniil Trifonov, de apenas 20 anos, grande vencedor do Concurso Tchaikovsky 2011, inaugurou em seguida. Ele tocou peças de Chopin, Liszt, Schubert-Liszt e Paganini-Liszt. “Um fenômeno, um talento, ainda amadurecendo, mas com dinâmicas espantosas e uma musicalidade incrível. Muito expressivo”, disse José Schiller, apresentador do programa A Grande Música na TV Brasil e também músico. O advogado Alexandre Martins, amante da música, celebrou a manhã com entrada franca: “A abertura do Festival mais do que valoriza o instrumento de Guiomar Novaes; foi um lindo concerto”.

Depois do recital de Trifonov, os autores autografaram o livro no saguão do Theatro.

Veja aqui fotos da abertura do Festival Internacional BNDES de Piano – 2011

O crítico Clóvis Marques celebra o concerto de abertura do Festival e o lançamento do livro : Guiomar Novaes do Brasil

“Ele é da era da Internet; ela é do tempo do gramofone. Ele pode ser ouvido instantaneamente no YouTube; ela precisa ter suas gravações resgatadas”. Assim começa a crítica de Clóvis Marques no jornal Opinião e Notícia desta segunda-feira, 28/11. Veja o texto completo aqui.

 

 

 

Crítico João Marcos Coelho, do Estado de São Paulo, escreve sobre o Festival Internacional BNDES de Piano e o livro Guiomar Novaes do Brasil

No jornal O Estado de São Paulo deste sábado, o crítico João Marcos Coelho escreve sobre o Festival Internacional BNDES de Piano e o livro Guiomar Novaes do Brasil, de Luciana Medeiros e João Luiz Sampaio, que será lançado neste domingo, 27/11, às 11h, com o recital do pianista russo Daniil Trifonov no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. “O livro e as gravações ora trazidas a público pela primeira vez enriquecem o perfil biográfico, profissional e sobretudo da intérprete Guiomar Novaes? A resposta, em ambos os casos, é um convicto sim”. Leia a íntegra da reportagem nos links abaixo:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,revisto-piano–,803253,0.htm

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,guiomar-e-nelson–freire-dna-identico-,803256,0.htm