V Concurso Internacional BNDES de Piano – 2016

Homenagem a Lucia Branco e Camargo Guarnieri

De 30 de novembro a 10 de dezembro de 2016

Patrocinador exclusivo
V Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro

Clique aqui para ver todos os vídeos.

Concurso 2009

O I Concurso Internacional BNDES de Piano premiou Sasha Grynyuk, ucraniano de 27 anos.
O segundo lugar ficou com Tina Chong (Canadá/China) e o terceiro, com Simon Ghraichy (Líbano/México).

Sasha Gryniuk, Tina Chong e Simon Ghraichy

O primeiro Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro teve em sua finalíssima, dia 17 de outubro de 2009, a disputa entre Sasha Grynyuk , então com 27 anos (Ucrânia), Tina Chong , aos 24 anos (Canadá/China) e  Simon Ghraichy, com 23 anos (Líbano/México).

Grynuyk ganhou o primeiro prêmio;  em segundo lugar, ficou Tina Chong e, em terceiro, classificou-se Ghraichy.  O prêmio de Melhor Intérprete de Música Brasileira – que nesta edição homenageou o compositor Claudio Santoro – ficou para o paulistano Ronaldo Rolim, de 23 anos. Na final, os candidatos se apresentaram à frente da Orquestra Sinfônica Brasileira, sob a regência do seu titular – Roberto Minczuk – que acompanhou os finalistas no Concerto no. 2 em fá menor de Chopin (performances de Tina e Simon) e no Concerto no. 4 em sol maior, op. 58, de Beethoven (Sasha).

A Sala Cecília Meireles, um dos melhores palcos para a música de câmera e recitais do Brasil, sediou todas as provas (eliminatórias, dias 13 e 14/10; semifinais, dias 15 e 16/10) e final no dia 17 de outubro. Patrocinado pelo BNDES, esta primeira edição do Concurso homenageou um dos maiores pianistas do país, Jacques Klein.

O concurso foi aberto a concorrentes de todas as nacionalidades e com idades entre 17 e 30 anos.  A comissão de seleção chegou ao número máximo de dezessete concorrentes: 12 estrangeiros e cinco brasileiros, com idades entre 22 e 30 anos; os candidatos estrangeiros vieram da Ucrânia, Bielo-Rússia, França, Itália, Estados Unidos, Líbano, Japão, Israel e Canadá.

O Júri

O júri foi presidido pela veterana professora inglesa e grande incentivadora de jovens talentos do piano Noretta Conci-Leech. Integraram a banca os jornalistas e críticos Alain Lompech (Le Monde) e Jeremy Nicholas (Gramophone) e os pianistas Maurizio Baglini, Luis Ascot  e Gilberto Tinetti, além dos antigos alunos do Jacques, Luiz Fernando Benedini e Lilian Barretto, coordenadores do Concurso.

Prêmios

1º prêmio:
– R$ 40.000 (quarenta mil reais)
– Prêmio Sala Cecília Meireles – um recital na temporada de 2011
– Prêmio OSB – um concerto com a Orquestra Sinfônica Brasileira na temporada 2011
– um recital na Itália em 2010 e um concerto na Salle Cortot

2º lugar: 
– R$ 30.000 (trinta mil reais)

3º lugar:
– R$ 20.000 (vinte mil reais)

Prêmio especial para o “Melhor Intérprete de Música Brasileira”
– R$ 5.000 (cinco mil reais)